quarta-feira, 6 de julho de 2011

Homenagem ao meu Pai!

Queridos leitores, hoje estarei postando de uma forma que vocês não estão acostumados. É um desabafo. Infelizmente o meu pai faleceu nesse sábado, 02 de Julho, e estou sentindo uma dor que é impossível exprimir com palavras.
Meu pai estava muito jovem, tinha apenas 48 anos e tinha, ainda, uma longa vida pela frente, mas a vontade de Deus é superior as nossas vontades e agora meu Pai não encontra-se mais nesse mundo. O mundo em que ele encontra-se agora é um mundo cheio de paz, sem violência, lá as pessoas são melhores, só existem sentimentos bons, não há rancor ou ódio.
Meu Pai será sempre o meu herói, uma pessoa intocável. O que mais me dói é que eu tinha muitos planos e o meu Pai estava incluso em todos eles. Queria abraçá-lo como nunca abracei-o, beijá-lo, dizer: “Te amo, Pai” e receber como troca um sorriso sincero, um brilho nos olhos em resposta por todo o amor que sempre dediquei a ele, apesar de nunca tê-lo expressado como deveria ter feito. 
Meu Pai tinha um jeito só dele, não falava muito o que sentia, mas eu sei e sempre soube que ele me amou do jeito dele, que sempre se preocupou muito comigo e com meus irmãos, e onde ele estiver cuidará sempre de nós.
É muito doloroso lidar com a morte, principalmente quando fala-se da morte de uma pessoa que amamos muito. 
Nunca irei esquecer meu Pai e esse vazio sempre permanente no meu peito se intensificou ainda mais.
Infelizmente todos os sonhos que tive de uma aproximação nossa nunca mais irá acontecer. Não existem mais lágrimas, não existem mais forças, não existem mais aspirações, só resta aquele vazio.
E o sonho do balanço; onde o meu Pai me levaria ao parque e ficaria atrás de mim me empurrando cada vez mais alto e os nossos sorrisos perdendo-se nas alturas. 
Ele me pegando na escola todos os dias e recebendo um abraço apertado nas pernas, então ele me pegaria no colo e me jogaria pra cima, mais sorrisos. 
E aquela boneca maior que eu que ele me daria de presente de aniversário. 
Todavia isso tudo foi sonho e será sempre um sonho. Quem sabe amanhã eu não acorde e seja tudo uma inverdade e o meu Pai esteja com aquele meio sorriso a me esperar. Nesse momento só queria ouvir qualquer coisa, mas queria ouvir a voz dele. 
Agora só restam as lembranças que guardarei por toda a minha vida e sei que sempre ao lembrar-me dele terei por alguns segundos, minutos ou até mesmo horas o meu Pai de volta, sempre eterno no meu coração. 
Nunca irei te esquecer Pai, TE AMO, sempre.

14 comentários:

  1. As coisas acontecem sem nós esperarmos, por isso estamos vivendo ! "Belo texto"

    estou a seguir, adorei seus outros posts.

    ResponderExcluir
  2. Sinto muito, Deus te dê conforto! :S

    ResponderExcluir
  3. Sabe, enquanto eu lia esse texto, pensava no meu pai. Assim como você e o seu, nós também não temos uma relação muito boa. Falta aproximação, demonstração de carinho... E eu muitas vezes penso em como fazer isso melhorar. Mas mesmo distantes, eu sei o quanto iria doer perder uma das pessoas mais importantes da minha vida. Eu, de verdade, senti sua dor. Não conheço você, só conheço seus textos. Mas lendo essas sinceras e tristes palavras, pensei: "E se fosse comigo?" E doeu, muito.
    Eu sinto muito, muito mesmo, pela sua perda. E sei também que dizer que Deus quis assim não diminui a dor. mas o que você tem que saber, você sabe. Que ele está bem, em um lugar lindo. E deve ter muito orgulho por ter uma filha tão talentosa. (:

    ResponderExcluir
  4. Pessoal, muito obrigada pelo apoio e força, esse é um momento muito triste e doloroso para mim, e nesse instante, sim, nesse, eu gostaria de estar sonhando acordar amanhã e saber que o meu Pai está bem e cheio de saúde.

    Mari, muito obrigada pelas lindas palavras, me emocionei muito. Tenta, sim, se aproximar de seu Pai, pois é muito doloroso deixar para um amanhã que pode não acontecer, e com certeza ele te ama e vai ficar muito feliz com uma aproximação de vocês. (:

    ResponderExcluir
  5. na minha página principal tem um mero selinho esperando por vc, bj.

    ResponderExcluir
  6. Também sinto muito por você. Seu desabafo fez com que eu me pusesse no seu lugar.
    É difícil encontrar palavras de conforto nesse momento, mas acho que a Mariana, no comentário dela, já disse tudo. Você sabe que ele está num lugar melhor, e isso é o que importa.
    Creio que um dia vocês vão tornar a se ver e, enquanto isso, siga em frente com as pessoas próximas a você.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Lá onde ele está, seu pai a ama. Cada pai que ler suas palavras, como eu as li, é como se fosse o seu pai mesmo que estivesse lendo. E eu creio que ele também conseguiu ler, concerteza.

    ResponderExcluir
  8. Giuseppe, me emocionei muito com o que tu disses, muito obrigada pelas palavras carinhosas que tanto me confortaram.

    Angelus, muito obrigadaaa pela lindas palavras. (:

    Fiquem com Deus, pessoal!

    ResponderExcluir
  9. Nossa J. sampaio..que coisa mais triste..
    meus sentimentos..
    espero que seu coração se aquiete diante dessa imensa dor
    sei que é dificil perder quem amamos..
    abraços e muita força..

    ResponderExcluir
  10. Sei que é difícil, mas temos que ver pontos positivos: Lá o mundo é melhor do que aqui. Sinto muito pela sua perda, pai é tudo em nossas vidas! Belo texto, estou seguindo. Siga o meu também: http://esmalteporesmalte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Meus pêsames pelo seu pai.
    Me emocionou seu texto, ele com certeza tem a emoção verdadeira.
    Não sei muito o que dizer, mas tenha fé, seu pai com certeza ainda olha por você. Talvez, um dia, deixe de ser pra sempre sonho...

    ResponderExcluir