terça-feira, 26 de abril de 2011

Céu e Inferno*


E quando seus olhos sobre mim repousar não sabereis mais distinguir o que é céu e inferno.
Porque só tu me elevas e me rebaixa.
Me acende e me apaga,
Chama-me e em seguida me rejeita.
Só na cama que tu me amas.
Entretanto perco o meu juízo por você, não sereis mais sã depois que me tocares.
Falo de eletricidade percorrendo junto com o sangue que viaja nas minhas veias, e só você tem a capacidade de me alterar, de tirar-me o foco, me sufocar.
Me cativas, me fulmina com seu olhar, me prende na prisão dos seus braços,
Seja meu.
Então, quando seus olhos sobre mim repousar não sabereis mais distinguir o que é céu e inferno, visto que tu és os dois e nenhum ao mesmo tempo.
E quando o eclipse lunar achegar-se quem  nos contemplar não saberás quem és tu e quem sou, pois nesse momento estaremos fundidos em um só.
Porque só tu me elevas e me rebaixa.
Me acende e me apaga,
Chama-me e em seguida me rejeita.
E é só na cama que tu me amas.

6 comentários:

  1. Uaaauu, muito bom!

    E quando seus olhos sobre mim repousar não sabereis mais distinguir o que é céu e inferno

    volto sempre vc é ótima!

    ResponderExcluir
  2. Nossa gostei muito do post
    principalmente dessa frase..

    "..Entretanto perco o meu juízo por você, não sereis mais sã depois que me tocares..."

    muito romantico..
    abraços..

    http://papiando-adoidado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. tu és o fogo, eu sou gasolina...

    ResponderExcluir
  4. Esse dos que li foi o que mais gostei ;)
    È vc quem escreve?
    Very good!

    ResponderExcluir
  5. Min,
    todos os textos que aqui encontram-se são de minha autoria. (:
    Muito obrigadaaaaa, Min. Fico muito feliz que esteja gostando de meus escritos.

    =*

    ResponderExcluir